31 de Maio, Dia Mundial sem Tabaco. Além do câncer de pulmão: o que mais você sabe sobre o hábito de


O CPO procurou o PROCAT (Programa de Orientação e Conscientização Antitabagismo) visando estabelecer uma parceria para a campanha de 31 de Maio e para uma conversa com o intuito de obter maiores informações sobre o tabagismo. O resultado deste bate papo foi incrível!

Abaixo trazemos um texto recheado de informações a respeito do tema, redigido pela coordenadora do programa, a Profª Drª Ercy Mara Cipulo Ramos.

  • "A cada 100 indivíduos tabagistas, 80 apresentam desejo de parar de fumar, mas apenas 3 conseguem sem nenhum tipo de auxilio"

O tabagismo é um grave problema de saúde pública, é considerado a principal causa de morte evitável no mundo e representa um acentuado fator de risco para diversas doenças. Estudos demonstram que 80% dos indivíduos tabagistas apresentam o desejo de parar de fumar, porem apenas 3% conseguem sem nenhum tipo de auxílio. Frente a este dado destaca-se a importância de programas para cessação tabagística.

Estes programas têm como objetivo principal auxiliar tabagistas a se livrarem do hábito de fumar e promover sua manutenção. O embasamento do programa consiste na associação da terapia cognitivo-comportamental (TCC) e medicamentosa. A TCC consiste em reuniões em grupo que favorecem o auto conhecimento da dependência nicotínica e a mudança de comportamento dos pacientes, visando à abstinência nicotínica. Já a terapia medicamentosa engloba uso de antidepressivos específicos associados ou não a terapia de reposição nicotínica.

A presença de uma equipe multiprofissional composta de médico, psicólogo, fisioterapeuta entre outros é essencial para a estruturação e consistência do programa, o que proporciona uma abordagem mais específica para cada indivíduo.

Uma das estratégias para o sucesso da cessação é o tabagista entender o porquê das dificuldades que ele vai enfrentar no período de abstinência; como driblar essas dificuldades; encontrar e admitir os motivos pelos quais ele quer ou precisa cessar o hábito; entender que ele precisa de tratamento; aceitar a proposta de tratamento e ser participativo do seu sucesso.

Fato importante para iniciar todo o processo é conhecer os três tipos de dependência pelo qual todo tabagista está propenso: a química (nicotina); a psicológica (emoções) e a comportamental (hábitos). Das três, a mais impactante é a comportamental. Para essa dependência o tabagista precisa entender que não há medicação e sim mudança de hábitos e comportamentos, os quais ele desenvolveu ao longo de uma vida sempre acompanhada do ato de fumar. Somente a discussão em grupo ou individual com terapeutas pode ajudar o tabagista perceber o hábito ligado ao ato de fumar e propor a mudança.

Tal mudança pode ser menos traumática quando o tabagista consegue admitir os benefícios da cessação e assume então a mudança de comportamento.

  • Benefícios da cessação e consequências do tabagismo

Poucos tabagistas conhecem a maioria dos benefícios da cessação, a não ser aqueles relacionados ao aparecimento ou evolução de doenças relacionadas ao hábito de fumar. Poucos sabem que antes mesmo das doenças serem devidamente diagnosticadas, já vêm sofrendo perdas funcionais, lesões ou condições anormais que ainda são imperceptíveis. Por exemplo, poucos sabem que mesmo fumando distantes de entes queridos, ao retornarem ao contato pessoal, um simples aperto de mãos, um abraço ou um beijo podem compartilhar substâncias do cigarro por até 12 horas após o fumo. Sim, isto quer dizer que tanto a pele do tabagista, quanto a da pessoa em está em contato recebem as substâncias contidas no cigarro, em especial a Nicotina. A saliva do tabagista também é um meio de absorção e de transmissão.

Entende-se que se o tabagista adquirir o conhecimento da real ação do cigarro; seus meios de absorção; estratégias de controle da síndrome de abstinência e o controle adequado da medicação, o sucesso da cessação está mais garantido.

Um outro detalhe que pode ajudar o tabagista a se manter firme no propósito da cessação é saber que o cigarro reduz o efeito de qualquer medicação; retarda ou impede cicatrização; inibe o efeito de hidratantes e de filtros solares; diminui a concentração de oxigênio em qualquer tecido ou órgão e é por isso, por exemplo, que ocorre o envelhecimento precoce; perdas de dentes; alteração do paladar e olfato; queda de cabelos; alteração da força muscular e densidade óssea; alteração da memória; edema de extremidades; alteração da visão e audição; dificuldade de ereção; diminuição da fertilidade feminina e masculina, entre outros. É claro que isso não vai acontecer aos 20 ou 30 anos, mas podem surgir já aos 40 e 50 anos de idade.

Nem é preciso citar nome de nenhuma doença. Se você fuma, fumou ou conhece alguém que fuma ou fumou poderá identificar algumas das situações citadas a cima.

É importante ressaltar que é possível reverter ou amenizar essas situações com a cessação.

Hoje está bem evidente, que todo o processo de cessação fica menos traumático com a Terapia Cognitivo Comportamental associada a Medicação.

A UNESP de Presidente Prudente tem um Projeto de Extensão Universitária coordenado pela Profa Dra Ercy Mara Cipulo Ramos, intitulado Programa de Orientação e Conscientização Antitabagismo (PROCAT). Este programa tem 16 anos de atuação na região e está em parceria com o CRATOD (Centro de Referência de Álcool, Tabaco e Outras drogas), com a DRS11- Presidente Prudente, com o Centro de Atenção Psico-social de Álcool e Droga de Presidente Prudente, para prestar um atendimento adequado e unificado aos tabagistas e também na capacitação de profissionais da rede pública de saúde para o tratamento da população tabagista da região.

Um outro Programa oferecido e coordenado pela Profª Drª Dionei Ramos, o POETA (Programa de Orientação e Exercícios para Tabagistas e Abstinentes), tem como objetivo oferecer exercícios físicos para tabagistas ativos e em processo de cessação como forma de contribuir para a mudança de hábito, além de estimular práticas de incentivo a saúde. É uma forma de oferecer e conscientizar os tabagistas e abstinentes que a mudança de comportamento ajuda na cessação do hábito de fumar e na manutenção da parada.

O CPO separou para você mais alguns links interessantes sobre o tema. É só clicar!

INCA - PARE DE FUMAR

Teste para conhecer o seu grau de dependência

Tabagismo Passivo

#fumo #antitabagismo #apoio #procat #unesp

79 visualizações

Av. Manoel Goulart, 3309 - Pres. Prudente / SP

Tel: 18-3904-5400

©  2017 por Mariana Carolina de Mattos Dipi