Preserve seu cabelo durante a quimioterapia!


Em parceria com o dermatologista Dr. Murilo Carapeba, o CPO passa a oferecer um recurso moderno e de extrema importância para a auto estima das mulheres em tratamento quimioterápico para o câncer de mama: a redução da alopécia (queda de cabelo) através do sistema de resfriamento do couro cabeludo, preservando, assim, o cabelo das pacientes em tratamento.

Estamos muito honrados e orgulhosos em ser o primeiro serviço de oncologia do Oeste Paulista a disponibilizar o uso deste equipamento, a exemplo dos grandes centros de oncologia das principais capitais do país.

Perguntas frequentes

Como funciona este resfriamento do couro cabeludo?

Durante toda a sessão de quimioterapia a paciente fará o uso de uma touca acoplada a um sistema de resfriamento, que gera uma turbulência de ar frio distribuindo-o uniformemente por toda a extensão do couro cabeludo. A permanência da touca se dará por 30 minutos antes da infusão da quimioterapia, permanece durante toda a sessão de quimioterapia e é retirada após 60 ou 120 minutos do final da quimioterapia.

Por que o resfriamento do couro cabeludo reduz a queda de cabelo?

A refrigeração causa vasoconstrição, reduzindo a circulação da área, minimizando o impacto da quimioterapia nas células do couro cabeludo.

A queda de cabelo relacionada à genética ou outras doenças também poderá ser tratada com este método?

Não. O equipamento é destinado apenas a pacientes com diagnóstico de câncer e indicação de uso dada por um oncologista.

Qualquer paciente em quimioterapia pode fazer o tratamento de resfriamento do couro cabeludo?

Não. Atualmente o método de resfriamento do couro cabeludo se mostra mais eficaz para alguns protocolos de quimioterapia, quase que exclusivamente para o tratamento de câncer de mama.

Como eu sei se posso fazer uso de resfriamento do couro cabeludo?

Somente o seu oncologista é capaz de avaliar se pode ou não ser usado este método para tentar minimizar a queda dos cabelos. Uma avaliação de um oncologista clínico é indispensável.

Quais cuidados deverão ser tomados para viabilizar o sucesso do tratamento?

Há uma série de cuidados com os cabelos que devem ser tomados durante a realização do tratamento. Pensando nisso, o dermatologista Dr. Murilo Carapeba, ofertará como cortesia uma consulta às pacientes com indicação de um oncologista e interessadas no uso da touca de resfriamento, onde serão dadas as orientações pertinentes ao uso deste método.

O meu convênio cobre este tratamento?

Infelizmente, as sessões de resfriamento do couro cabeludo não são cobertas pelos convênios. O pagamento pelas sessões poderá ser negociado, visando facilitar o acesso a este recurso.


152 visualizações

Av. Manoel Goulart, 3309 - Pres. Prudente / SP

Tel: 18-3904-5400

©  2017 por Mariana Carolina de Mattos Dipi